Siga o OTD

Paris 2024

185 brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos

Confira a lista de atletas brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Paris-2024

Ygor Coelho posa para foto fazendo o número 1 com o dedo
Ygor Coelho disputará sua terceira Olimpíada (Foto: Divulgação)

Faltando cem dias para os Jogos Olímpicos de Paris-2024, o Brasil já tem 185 atletas classificados para o megaevento, que acontecerá entre 26 de julho e 11 de agosto. A última classificação veio com Ygor Coelho, que chegou na semifinal do Pan-Americano de badminton, há alguns dias. Confira nesta publicação a lista de todos as vagas brasileiras para a capital francesa.

Antes, é importante destacar que o número de classificados poderia ser maior, mas, por critérios internos, o país abriu mão de dois índices da natação, seis vagas da vela e só vai levar uma atleta na canoagem slalom para usar as duas vagas conquistadas.

Alguns atletas estão classificados para mais de uma prova como Alison dos Santos, Matheus Lima, Maria Fernanda Costa e Ana Sátila, porém, eles naturalmente contam como um atleta – como um time de vôlei que conquista uma vaga conta 12 atletas.

Dos 185 atletas, 110 são mulheres e 58 homens. Além disso, o país tem sete vagas no hipismo, cujas disputas são mistas, e dez atletas sem índice podem ser convocados na natação para compor os revezamentos classificados até agora. Confira a lista:

Atletismo (12 atletas e 14 vagas)

Alison dos Santos com a medalha no Mundial; ele voltará a competir nos 400m rasos na Diamond League da Silésia
  1. Alison dos Santos – 400m rasos e 400 m com barreiras – Piu “treinou” nos 400m rasos durante a Liga Diamante de Silesia, na Polônia e conquistou o índice olímpico em 16 de julho de 2023. Cinco dias depois, garantiu a vaga nos 400 m com barreiras.
  2. Almir Júnior – salto triploCom 17,24 m, 2 cm a mais do que o índice olímpico, Almir Júnior foi medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano e garantiu vaga nos Jogos de Paris-2024.
  3. Caio Bonfim – marcha atléticaCaio Bonfim conseguiu o índice ao vencer a Korzeniowski Warsaw, na Polônia, com o tempo de 1h19min42s.
  4. Daniel Nascimento – maratonaDanielzinho foi o primeiro brasileiro a conquistar o índice para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 no atletismo. Dia 23 de abril de 2023, ele terminou em quarto lugar na Maratona de Hamburgo com o tempo de 2h07min06s.
  5. Darlan Romani – arremesso de peso – O “Senhor Incrível” conseguiu o índice olímpico no Troféu Brasil de Atletismo em 7 de julho de 2023 ao arremessar o peso a 21,58 m.
  6. Érica Sena – marcha atlética – No dia 3 de junho,  no Grand Prix de La Coruña de marcha atlética, Érica Sena terminou a prova em sétimo lugar, com 1h28min53, marcando índice olímpico para os Jogos de Paris-2024,  quase 30 segundos abaixo da marca estipulada. Esta será a terceira participação olímpica de Érica Sena.
  7. Erik Cardoso – 100 m rasos – O atleta fez história ao cravar 9s97 no Campeonato Sul-Americano e se tornou o primeiro brasileiro a correr abaixo dos 10s. Com o resultado, Erick Cardoso conquistou o índice para os Jogos Olímpicos.
  8. Felipe Bardi – 100 m rasos – O atleta de Americana quebrou o recorde de Erik Cardoso e conseguiu índice para os Jogos Olímpicos de Paris-2024
  9. Lucas Carvalho – 400 m rasosConquistou a vaga na semifinal do Campeonato Sul-Americano com a marca de 44s79.
  10. Rafael Pereira – 110 m com barreiras – Rafael Pereira ficou em quarto lugar na disputa dos 110m com barreiras no Meeting de Lucerna, na Suíça. Com um tempo de 13s26, garantiu a primeira cota do brasil na prova em Paris-2024.
  11. Viviane Lyra – marcha atlética – A atleta conquistou a vaga ao terminar em oitavo lugar na prova dos 20 km do Mundial de atletismo de 2023.
  12. Matheus Lima – 400 m rasos e 400 m com barreiras – Matheus Lima correu os 400m rasos em 44s52, em prova do 3º Encontro de Atletismo da Federação Paulista (FPA), no Centro Olímpico em São Paulo, e se tornou o 12º atleta brasileiro a conseguir índice no atletismo. Em abril de 2024, o atleta garantiu o índice também nos 400 m com barreiras.

Badminton (1 atleta)

Ygor Coelho badminton Santiago 2023
Ygor Coelho foi o primeiro atleta do badminton a se classificar para Paris (Gaspar Nóbrega/COB)
  1. Ygor Coelho – Aos 27 anos, o carioca se classificou para disputar sua terceira Olimpíada. Ele se garantiu matematicamente ao chegar na semifinal do Pan-Americano, na Guatemala, em abril.

Boxe (10 atletas)

Bia Ferreira boxe vagas olímpicas brasil paris-2024 jogos olímpicos
Bia Ferreira vence quartas no Pan e garante vaga olímpica para Paris-2024 (Foto: Alexandre Loureiro/COB)
  1. Abner Teixeira (+92kg) – Em uma luta franca, Abner Teixeira venceu um colombiano e se garantiu na final do Pan, conquistando a vaga olímpica
  2. Bárbara dos Santos (66kg) – Em uma luta acirrada, a brasileira venceu sua semifinal do Pan de Santiago e se classificou para os Jogos Olímpicos.
  3. Beatriz Ferreira (60kg) – A atleta estará em sua segunda Olimpíada. Ela foi a primeira a conseguir o bilhete para Paris o alcançar a semifinal dos Jogos Pan-Americanos de Santiago.
  4. Caroline Almeida (50kg) – Ao vencer a final, Caroline Almeida se garantiu nos jogos de Paris.
  5. Jucielen Romeu (57kg) – A atleta garantiu vaga ao alcançar a semifinal dos Jogos Pan-Americanos de Santiago.
  6. Keno Marley (92kg) – O atleta alcançou a final dos Jogos Pan-Americanos e conquistou a vaga.
  7. Luiz Oliveira (57kg) – O atleta venceu quatro lutas no primeiro Pré-Olímpico Mundial de boxe.
  8. Michael Douglas Trindade (51kg) – O atleta venceu por 4 a 1 um adversário argentino pela semifinal e garantiu sua participação em Paris.
  9. Tatiana Chagas (54kg) – A atleta venceu uma adversária chilena apoiada pela torcida nos Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023 e alcançou a final, conquistando a vaga olímpica.
  10. Wanderley Pereira (80kg) – Vice-campeão mundial, o brasileiro venceu um haitiano pela semi de Santiago e se garantiu em Paris.

Canoagem velocidade (1 atleta)

Isaquias Queiroz pousa para foto no Mundial de canoagem velocidade
Isaquias conquistou vaga olímpica para Paris 2024 (Foto: Fábio Canhete/CBCa)

1. Isaquias Queiroz – C1 1000 m – Apesar de ter ficado em quinto lugar no C1 1000 m durante o Mundial 2023, o canoísta conseguiu a classificação para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 por realocação de vagas.

Canoagem slalom (2 atletas e 3 vagas)

Ana Sátila sorri para foto em prova de canoagem slalom nos Jogos de Tóquio
Ana Sátila vai representar o Brasil em mais uma edição de Jogos Olímpicos (Arquivo: Gaspar Nóbrega/COB)

As irmãs Ana Sátila e Omira Estácia conquistaram no Mundial de canoagem slalom as vagas para o Brasil, respectivamente, no C1 e no K1 feminino. Porém, a vaga do K1 ficará também para Ana Sátila, já que ela ficou entre as cinco melhores do mundo na categoria no Mundial do ano passado.

Quem também se classificou na canoagem slalom foi Pepê Gonçalves, que garantiu vaga para o país durante o Campeonato Pan-Americano, disputado no Rio de Janeiro.

Ciclismo BMX (1 atleta)

Paola Reis Copa do Mundo Ciclismo BMX
  1. Paola ReisA ciclista conquistou a medalha de ouro no Pan-Americano de Ciclismo BMX, assegurando a vaga para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. O resultado, entretanto, não garante necessariamente a presença dela nos Jogos Olímpicos. A vaga foi conquistada por ela, mas pertence ao país. Ou seja, outra atleta pode preenchê-la dependendo do critério de classificação que será adotado pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

Ciclismo Estrada (2 atletas)

  1. Feminino – O país garantiu uma vaga através do 38º lugar no ranking de nações feminino.
  2. Masculino – O país garantiu uma das duas vagas continentais em jogo, com o 6º lugar de Nicolas Sessler no pan-americano de 2023. A vaga é do Comitê Olímpico Nacional, ou seja, outro atleta pode ser o representante.

Esgrima (3 atletas)

Nathalie Moellhausen vibra após vencer ponto na Copa do Mundo de espada em Fujairah
Nathalie Moellhausen em ação na espada (Miriam Jeske/COB)
  1. Nathalie Moellhausen (espada feminina) – Com a eliminação das suas principais concorrentes na chave preliminar do Grand Prix de Budapeste, a esgrimista ítalo-brasileira garantiu seu lugar nos Jogos Olímpicos de Paris-2024 através do ranking olímpico da espada.
  2. Guilherme Toldo (florete masculino)Guilherme Toldo confirmou sua vaga olímpica via ranking no Grand Prix de Washington de florete, após eliminações de seus rivais no ranking mundial.
  3. Mariana Pistoia (florete feminino) – A esgrimista gaúcha garantiu a classificação para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 no Pré-Olímpico das Américas

Futebol (18 atletas)

seleção brasileira de futebol feminino seleção feminina de futebol Copa América -  lista dos atletas brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Parris-2024
Campeã da Copa América, seleção brasileira conquistou as primeiras 18 vagas do Brasil para Paris-2024 (Thais Magalhães/CBF)

Assim como aconteceu nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, a seleção brasileira de futebol feminino foi a primeira equipe a garantir vaga em Paris-2024.

A vaga foi conquistada com a classificação do Brasil para a final da Copa América de futebol feminino, disputada em julho de 2022 na Colômbia. Na decisão, a seleção derrotou a equipe da casa e conquistou o título pela oitava vez.

Ginástica artística (7 atletas)

Diogo Soares durante apresentação no cavalo com alças do Mundial de ginástica artística; ele garantiu vaga olímpica
Diogo Soares em ação no cavalo com alças (Ricardo Bufolin-CBG)
  1. Diogo Soares O ginasta se classificou para a final do individual geral no Mundial de ginástica artística e garantiu vaga nos Jogos Olímpicos de Paris-2024.
  2. Atleta masculino a definirComo o Brasil ficou em 13º por equipes no Mundial de ginástica artística, ganhou o direito de levar um atleta extra no masculino para os Jogos Olímpicos. Se tivesse ficado em 12º lugar, o país teria classificado a equipe completa.
  3. Equipe feminina (5 atletas) – O time feminino do Brasil avançou para a final por equipes do Mundial de ginástica artística e garantiu a participação em Paris-2024.

Ginástica rítmica (6 atletas)

Babi Domingos em apresentação nas maças no Mundial de ginástica rítmica
  1. Bárbara DomingosA ginasta se classificou para a final do individual geral no Mundial e portanto garantiu a vaga para o Brasil.
  2. Conjunto (5 atletas)No Mundial de 2023, o conjunto geral ficou em sexto lugar e garantiu a vaga olímpica.

Ginástica Trampolim (1 atleta)

  1. Alice Gomes – Como melhor brasileira na semifinal do Mundial de 2023, ela conquistou uma vaga para o comitê olímpico.
  2. Rayan Dutra Conquistou a vaga pelo ranking da Copa do Mundo

Handebol (14 atletas)

Equipe Feminina – O Brasil venceu os Jogos Pan-Americanos em final sobre a Argentina e garantiu vaga em Paris.

Hipismo (7 atletas)

Na imagem, Luciana Diniz, do Brasil, saltando obstáculo com seu cavalo Vertigo du Desert.
Luciana Diniz, do Brasil, saltando obstáculo com seu cavalo Vertigo du Desert. Foto: 2Clac – Gabi Lutz

Com o quarto lugar na final da Copa do Mundo de hipismo saltos, o Brasil garantiu a classificação da equipe de saltos para os Jogos Olímpicos de Paris-2024. A vaga foi conquistada por Luciana Diniz com Vertigo du Desert, Marlon Zanotelli com Grand Slam VDL, Pedro Veniss com Nimrod de Muze Z, Rodrigo Pessoa com Major Tom e Stephan Barcha com Chevaux Primavera Império Egípcio. Na Olimpíada, poderão ser inscritos quatro conjuntos, três titulares e um reserva.

Finalmente, A equipe de CCE levou o bronze, também no Pan, que funcionou como pré-olimpico e se garantiu nos jogos.

Finalmente, com medalha de prata alcançada nos Jogos Pan-Americanos, a equipe de adestramento também havia se garantido nos jogos. João Victor Marcari, Renderson Silva de Oliveira, Manuel Rodrigues Tavares e Paulo Cesar dos Santos foram os cavaleiros que competiram.

Mas como só dois atletas (João Victor e Renderson) conseguiram o Índice Olímpico, o Brasil perdeu a vaga, assim como havia acontecido em Tóquio. Desta maneira, o país ficou com a vaga individual, por João Victor Marcari.

Judô (10 atletas)

A pouco menos de quatro meses para os Jogos Olímpicos, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) anunciou a primeira parte da convocação para o megaevento. A entidade chamou dez atletas com antecedência, que estão em boas posições no ranking mundial, e terão maior tempo de preparação pensando em Paris-2024. Confira os nomes:

  1. Larissa Pimenta (52kg)
  2. Rafaela Silva (57kg)
  3. Mayra Aguiar (78kg)
  4. Beatriz Souza (+78kg)
  5. Willian Lima (66kg)
  6. Daniel Cargnin (73kg)
  7. Guilherme Schimidt (81kg)
  8. Rafael Macedo (90kg)
  9. Leonardo Gonçalves (100kg)
  10. Rafael Silva (+100kg)

Levantamento de peso (1 atleta)

Laura Amaro no Pan-Americano de levantamento de pesos LPO
(Foto: Marina Ziehe/COB)

Laura Amaro garantiu vaga olímpica para a categoria até 81kg do levantamento de peso ao erguer 253kg na Copa do Mundo de Phuket, terminando no top-10 do ranking olímpico. Ex-atleta de skeleton, ela disputará os Jogos Olímpicos de Verão pela primeira vez.

Maratona Aquática (2 atletas)

Ana Marcela Cunha e Viviane Jungblut conquistaram a vaga pelo Mundial de 2024, em Doha. Ana Marcela ficou em quinto lugar, enquanto Viviane foi a 14ª e contou com a realocação de país-sede.

Natação (16 atletas)

Guilherme Costa, o Cachorrão, ergue o braço para comemorar medalha
Guilherme Costa (Foto: arquivo/Wander Roberto/COB)

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos divulgou nesta semana seus novos critérios de qualificação olímpica. A seletiva nacional, em 2024, será a principal competição para a obtenção de índices, porém em provas que o país já alcançou índices, a vaga está resguardada. Portanto, o Brasil tem classificados pelos tempos obtidos no Mundial de Esportes Aquáticos, os seguintes atletas:

  1. Beatriz Dizotti – 1500 m livre feminino (Mundial de Esportes Aquáticos 2023)
  2. Gabrielle Roncatto – 400m livre feminino (Jogos Pan-Americanos 2023)
  3. Guilherme Caribé – 100 m livre masculino (Mundial de Esportes Aquáticos 2023)
  4. Guilherme Costa – 400 m livre masculino (Mundial de Esportes Aquáticos 2023)
  5. Kayky Mota – 100 m borboleta (Mundial de Esportes Aquáticos 2023)
  6. Maria Fernanda Costa – 200m livre (Mundial de Esportes Aquáticos 2024), 400m livre feminino (Jogos Pan-Americanos 2023)

Além desses, o Brasil classificou cinco revezamentos e portanto poderá levar 10 atletas sem índice para compor eles.

4x100m livre masculino
4x100m livre feminino
4x200m livre masculino
4x200m livre feminino
 4x100m medley misto

Pentatlo Moderno (1 atleta)

Isabela Abreu vaga olímpica santiago 2023 pentatlo moderno Athos Schwantes
(arquivo pessoal)

Isabela Abreu (feminino) – a atleta conquistou uma das cinco vagas nominais oferecidas nos Jogos Pan-Americanos.

Remo (2 atletas)

  1. Beatriz Tavares – single skiff feminino – classificada pelo Pré-Olímpico das Américas
  2. Lucas Verthein – single skiff masculino – classificado pelo Pré-Olímpico das Américas

Rúgbi (12 atletas)

RÚGBI FEMININO LISTA DOS BRASILEIROS CLASSIFICADOS PARA OS JOGOS

Pela terceira edição seguida, as Yaras estão classificadas para os Jogos Olímpicos. A vaga para Paris 2024 veio após a conquista do Pré-Olímpico de Rugby Sevens de forma invicta.

Saltos Ornamentais (2 atletas)

Mas - Brasil na Copa do Mundo de saltos ornamentais. Ingrid Oliveira Isaac Souza
(Foto: Jonne Roriz/COB)
  1. Ingrid Oliveira – A atleta conquistou a vaga para o país ao se classificar em 18 de julho de 2023 para a final da plataforma de 10m no Mundial de Esportes Aquáticos, em Fukuoka, Japão. A vaga, porém, não é nominal.
  2. Isaac SouzaCom a classificação para a final da plataforma de 10 m no Mundial de Esportes Aquáticos, o atleta garantiu vaga em Paris.

Surfe (6 atletas)

Filipe Toledo se classificou para as Olimpíadas de Paris 2024 após avançar para as finais na etapa de surfe em J-Bay. (Foto: Beatriz Ryder/World Surf League)
Filipe Toledo se classificou para Paris 2024 com a vitória em J-Bay. (Beatriz Ryder/World Surf League)
  1. Filipe ToledoApós a vitória em J-Bay, Filipe Toledo garantiu matematicamente sua classificação para os Jogos Olímpicos de Paris-2024.
  2. João Chianca – Chumbinho se classificou para os Jogos Olímpicos ao se classificar, junto com Filipinho, para o WSL Finals. Os dois foram os dois melhores brasileiros no Mundial de 2023.
  3. Tainá Hinckel – A atleta garantiu a vaga ao se garantir no top12 do ISA Games de 2024.
  4. Tatiana Weston-WebbA surfista foi a primeira representante do surfe do Brasil confirmada nos Jogos Olímpicos de Paris-2024. Ela atleta foi confirmada em abril por conta da sua colocação no ranking mundial.
  5. Gabriel Medina – Campeão do ISA Games, ajudou o Brasil a conquistar o título por equipes, que lhe garantiu a vaga.
  6. Luana Silva – Com o vice-campeonato de Tatiana Weston-Webb no ISA Games, o Brasil conquistou o título feminino por equipes e, consequentemente, classificou a surfista para os Jogos Olímpicos

Taekwondo (4 atletas)

  1. Caroline Santos (67kg) – A atleta, mais conhecida como Juma teve sua vaga anunciada pela Federação Mundial de Taekwondo no final de janeiro, através da realocação via ranking.
  2. Edival Marques (68kg) – Netinho, como é conhecido, venceu duas lutas no Pré-Olímpico das Américas de forma arrasadora.
  3. Henrique Marques (80kg) – O jovem se classificou após chegar na final do Pré-Olímpico das Américas, na Costa Rica, em abril.
  4. Maria Clara Pacheco (57kg) – A jovem de 20 anos garantiu vaga ao vencer duas lutas no torneio qualificatório continental.

Tênis (1 atleta)

Laura Pigossi – individual feminino – A medalhista de bronze em duplas nos Jogos Olímpicos de Tóquio garantiu sua vaga olímpica ao alcançar a final dos Jogos Pan-Americanos e desta vez poderá disputar a chave individual também, desde que se mantenha no top400 do ranking. Ela poderá formar dupla também com outra brasileira, desde que o ranking combinado seja o suficiente.

Tênis de Mesa (6 atletas)

  1. Equipe FemininaO Brasil venceu Porto Rico e Chile no quadrangular final e terminou em segundo lugar no Pan-Americano de 2023 em Havana, Cuba. Além da equipe feminina, que será composta por 3 atletas, 2 brasileiras participarão do torneio individual.
  2. Equipe Masculina – Liderados por Hugo Calderano, invicto em todo Pan-Americano de 2023 em Havana, o Brasil foi campeão por equipes no masculino e levou uma das vagas em disputa. Além da equipe masculina, que será composta por 3 atletas, 2 brasileiros participarão do torneio individual.

Tiro com arco (2 atletas)

Marcus D'Almeida no momento de um disparo na etapa de Paris da Copa do Mundo de tiro com arco
World Archery

Tiro Esportivo (3 atletas)

Philipe Chateaubrian garante vaga para Brasil em Paris 2024 Campeonato das Américas de tiro esportivo - lista dos atletas brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Parris-2024
Philipe Chateaubrian conquistou a vaga para Paris-2024 na pistola de ar 10 m (Gaspar Nóbrega/COB)
  1. Philipe ChateaubrianCampeão da pistola de ar 10m masculina no Campeonato das Américas de tiro esportivo, realizado em Lima, no Peru, em novembro de 2022, o atirador garantiu ao Brasil a vaga para os Jogos Olímpicos de Paris-2024. A vaga na pistola de ar 10 m masculino, no entanto, é do país, não necessariamente do atleta que a assegurou.
  2. Georgia Furquim – Ela foi finalista do skeet feminino no Campeonato das Américas de tiro esportivo de 2024, realizado em Santo Domingo, na República Dominicana. A competição deu uma vaga para Paris-2024, mas as outras cinco atletas da final já estavam classificadas. Georgia é a primeira brasileira a se classificar para uma prova do tiro ao prato em Jogos Olímpicos.
  3. Geovana MeyerVice-campeã na carabina 3 posições do Campeonato das Américas de Carabina e Pistola, realizado em abril de 2024 na Argentina, ela garantiu a vaga porque a campeã já estava garantida em Paris-2024.

Triatlo (1 atleta)

Manoel Messias – a Federação Mundial de Triatlo anunciou Messias como o primeiro classificado do Brasil.

Vela (4 atletas)

Brasileiro Bruno Lobo em ação no Mundial de vela (Divulgação/World Sailing)
Bruno Lobo está classificado na Fórmula Kite (Divulgação/World Sailing)

Vôlei (24 atletas)

BRASIL vence Japão e se classifica para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 no vôlei feminino
World Volleyball

A seleção brasileira de vôlei feminino se classificou para Paris-2024 ao ficar em segundo lugar no Pré-Olímpico disputado em Tóquio. A equipe venceu seis jogos e perdeu apenas um, para a Turquia, que foi a campeã e também se classificou.

Já a seleção brasileira de vôlei masculino contou com a torcida para superar obstáculos e garantir a vaga. Depois de muito sofrimento, o Brasil venceu seis jogos – três deles no tie-break, e perdeu apenas para a Alemanha que venceu o pré-olímpico disputado no Rio de Janeiro.

Vôlei de praia (2 atletas)

Duda e Ana Patrícia posam para foto após vitória no Campeonato Mundial de vôlei de praia
Duda e Ana Patrícia são as atuais vice-campeãs mundiais (Volleyball World)

Conquistou, mas levou? (8)

Em ao menos dois esportes, o Brasil deve abdicar de vagas conquistadas.

Natação (2)

Na natação, alguns atletas já conquistaram vagas, mas a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos estipulou que apenas índices alcançados na Seletiva Olímpica e alguns eventos mundiais seriam levados em conta.

Leonardo de Deus – 200m borboleta
Marcelo Chierighini – 100m livre

Vela (6)

A CBVela estipulou um índice técnico – top16 de torneios mundiais – que os barcos abaixo ainda não alcançaram. Ainda não está definido se os barcos irão ou não

Número de atletas

Assim como em Tóquio-2020, quando o Brasil contou com 302 atletas, a expectativa é que a lista de brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 alcance um número parecido.

Diferente dos Jogos realizados em 2021, a Olimpíada de Paris-2024 não terá beisebol e caratê na programação, enquanto o breaking será a grande novidade.

Datas

A cerimônia de abertura está marcada para o dia 26 de julho. Entretanto, nos dois dias anteriores já haverá jogos e provas de esportes como futebol, handebol, rúgbi e tiro com arco. Clique aqui e confira o calendário completo.

O Time Brasil não quer só fazer uma boa campanha, mas principalmente superar nos Jogos Olímpicos de Paris-2024 as 21 medalhas conquistadas em Tóquio 2020, sendo sete de ouro. 

Estrutura

A exemplo do que aconteceu em Tóquio, os atletas brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 contarão com bases de apoio para chegar com a melhor preparação possível nas competições. Dessa forma, o Time Brasil terá cinco locais exclusivos, entre eles o principal, a 600m da Vila Olímpica. 

Diferentemente de Tóquio e seu fuso-horário de 11 horas em relação ao Brasil, que exigia uma aclimatação mais intensa, em Paris a operação do COB funcionará exclusivamente no período dos Jogos. Em Saint-Ouen, os brasileiros classificados para os Jogos terão terá cinco instalações à disposição, a apenas 600 metros da Vila Olímpica e cada um desses locais oferecerá serviços específicos no período olímpico.

Bases

Monumento histórico e símbolo da cidade, o Château Saint-Ouen pode acomodar serviços médicos, preparação mental, áreas operacionais e alimentação brasileira. Além disso, será o ponto de encontro dos atletas brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 com seus amigos e familiares. Função similar terá a Escola Petit Prince, base de apoio voltada à performance esportiva. Já no Parque das Docas será construída uma quadra temporária e exclusiva para o vôlei de praia.

Já no Ginásio das Docas, as seleções masculina e feminina de vôlei poderão realizar seus treinos de quadra e academia a menos de 10 minutos da Vila Olímpica, sem restrição de horário. Por fim, a Serra Wangari receberá a operação de uniformes.

Fora de Paris

Além de Saint-Ouen, o COB oferecerá bases de apoio aos atletas brasileiros classificados para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 das modalidades esportivas cujas competições serão realizadas fora de Paris. São os casos da vela, em Marselha; do handebol, em Lille; do remo e da canoagem, em Seine-et-Marne; e do surfe, no Taiti.  

Fundador e diretor de conteúdo do Olimpíada Todo Dia

Clique para comentar

Você deve estar logado para postar uma comentário Login

Deixe um Comentário

Mais em Paris 2024