Siga o OTD

Judô

Brasil conquista dois ouros no primeiro dia do Grand Slam

Allan Kuwabara e Daniel Cargnin sobem no lugar mais alto do pódio e o Brasil fecha o dia com nove pódios

Daniel Cargnin vai disputar o bronze no Grand Prix de Tel Aviv de judô ao vivo
rededoesporte.gov.br

No primeiro dia de disputa do Grand Slam de Brasília de Judô, o Brasil conquistou nove medalhas. Neste domingo (06), os destaques foram Allan Kuwabara e Daniel Cargnin que conquistaram o ouro em suas categorias.

Categoria até 60kg

Na categoria leve masculina, a final foi verde e amarela entre Allan Kuwabara e Eric Takabatake. No combate pela medala de ouro, os dois atletas passaram a maior parte do tempo na base do estudo e tentativas de golpes rápidos, para que a estratégia de luta ficasse exposta. Por conta disso, os dois brasileiros foram para o Golden Score iguais.

Nele, Allan Kuwabara surpreendeu. Partindo para o ataque logo nos primeiros segundos, o judoca conseguiu um lindo golpe e saiu com a vitória, ficando com a medalha de ouro no Grande Slam de Judô.

“Estou muito feliz de ter conquistado o ouro aqui em casa, feliz de ter sido o primeiro brasileiro a conquistar a medalha de ouro. Bom somar esses pontos para a corrida olímpica, que faz com que a gente acredite na vaga”, comentou Allan Kuwabara.

Estreante, Kuwabara se garantiu na decisão após vitórias sobre Felipe Cruz (POR), Moritz Plafky (GER), Francisco Garrigos (ESP) e Iaslam Yashuev (RUS), enquanto Takabatake venceu três duelos, contra Joshua Katz (AUS), Rodrigo Lopes (POR) e Renan Torres (BRA).

Na disputa da medalha de bronze da categoria, Renan Torres teve como adversário Francisco Garrigos, da Espanha. No combate, os dois judocas tiveram um duelo muito estudado, com cada um conseguindo minar as tentativas de golpe do oponente. Com isso, a definição do terceiro lugar no Grand Slam de Brasília ficou para o Golden Point. Nele, Garrigos teve maior volume de luta e conseguiu um Waza-ari.


Outro brasileiro que competiu em Brasília, Felipe Kitadai começou a sua participação vencendo Elios Manzi, da Itália. Em seu segundo duelo do dia, o judoca do Brasil foi superado pelo russo Islam Yashuev, caindo para a repescagem. Na sequência, Kitadai enfrentou e perdeu para Garrigos, da Espanha e foi eliminado.

Categoria até 66kg

No Meio-Leve masculino, Daniel Cargnin enfrentou Manuel Lombardo, da Itália. Na luta pela medalha de ouro, o brasileiro começou melhor. Buscando mais o ataque, Daniel conseguiu um waza-ari na primeira metade da decisão. Na continuação do duelo, Lombardo cresceu e fez um volume maior de golpes, forçando uma punição para o judoca do Brasil, mas não foi o suficiente para a virada. Com isso, Cargnin ficou com o primeiro lugar da categoria no Grand Slam de Brasília.


O brasileiro chega a sua primeira final após vencer Sunggat Zhubatkan (KAZ), Bozhidar Temelkov (BUL), Charles Chibana (BRA) e Sebastian Seidl (GER). Chibana terminou sua participação no Grand Slam em sétimo, parando em Abdula Abdulzhalilov, da Rússia.

Na disputa da medalha de bronze, Wiliam Lima teve como adversário Abdula Abdulzhalilov, da Rússia. Mais intenso desde os primeiros movimentos, o brasileiro conseguiu um waza-ari logo no primeiro minutos. Mesmo com a vantagem no placar, Wiliam seguiu buscando os golpes e, com isso, controlou o ímpeto do adversário, segurando a diferença e ficou com a medalha de bronze.


Outros brasileiros da categoria, Charles Chibana começou vencendo Ricardo Valderrama, da Venezuela. Em seu segundo combate, o brasileiro passou pelo cubano Orlando Polanco e se garantiu nas quartas de final. Na disputa por uma das vagas na semifinal, Charles teve como adversário Daniel Cargnin e foi derrotado. Na repescagem do Grand Slam de Brasília, o judoca do Brasil enfrentou o russo Abdula Abdulzhalilov e sofreu o revés mais uma vez, sendo eliminado da competição.

Já Kainan Pires abriu sua participação vencendo Wander Mateo, da República Dominicana. Já no segundo combate do dia, o brasileiro enfrentou e foi derrotado pelo russo Beslan Mudranov, sendo eliminado do Grand Slam de Brasília.

Categoria até 48kg

Nas categoria feminina, Gabriela Chibana enfrentou a portuguesa Catarina Costa. No combate extremamente igual entre as duas atletas, a judoca de Portugal conseguiu encaixar um golpe, já na reta final, e ficou em vantagem no placar. Nos momentos finais, apesar das tentativas de Gabriela, a vitória ficou com Catarina, deixando a brasileira com a prata.

Para chegar até a final, a brasileira venceu a sérvia Milica Nikolic, a chinesa Yao Xiong e a húngara Eva Csernoviczki. Chibana chega a uma final de Grand Slam depois de sete anos, quando foi vice-campeã no Rio de Janeiro.

Categoria até 52kg

Depois de vencer a chinesa Kexin Zhang, Evelynne Tschopp (SUI), Astride Gneto (FRA) e a brasileira Eleudis Valentim, Larissa Pimenta chegou para a disputa do ouro na categoria Meio-Leve feminina contra a italiana Odette Giuffrida. Como era de se esperar, o primeiro minuto de combate foi mais estudado, sem que nenhuma das judocas buscasse os golpes.

Na sequência, Odette Giuffrida cresceu na luta. Tomando o controle do combate, a italiana conseguiu um golpe seguido de um estrangulamento e venceu a luta, ficando com a medalha de ouro e deixando Larissa com o segundo lugar no Grand Slam.

Derrotada na semifinal por Larissa Pimenta, Eleudis Valentim disputou a medalha de bronze contra portuguesa Joana Ramos. Mais agressiva durante todo o tempo de combate, Eleudis conseguiu a vitória por Ippon e ficou com o terceiro lugar em Brasília.

Outras brasileiras que estiveram disputando a categoria, Maria Taba foi derrotada em sua primeira luta, contra a chinesa Liping Liu, e ficou fora da disputa da medalha. Assim como Yasmim Lima que foi derrotada por Fabianne Kocher, da Suíça, no primeiro combate.

Categoria até 57kg 

Ketelyn Nascimento, estreante em Grand Slam, mostrou suas credenciais com uma vaga na final na categoria contra a britânica Nekoda Smythe-Davis. No combate, marcado pela grande disputa de pegada, as duas atletas tentaram pouco os golpes e levaram a definição para o Golden Score.

Nele, com muito mais volume de luta, Nekoda Smythe-Davis dominou o duelo e com um golpe de perna conseguiu o ippon, ficando com o primeiro lugar na competição.

Rafaela Silva disputou a medalha de bronze contra a portuguesa Telma Monteiro. Em um começo mais estudado do que com tentativas de golpes, as duas judocas foram punidas pela arbitragem. Na sequência, Rafaela e Telma passaram a buscar mais o ataque, mas não conseguiram pontuar e a decisão da medalha foi para o golden score.

Nele, Rafael Silva foi efetiva. Com poucos segundos de duelo, a brasileira conseguiu encaixar um golpe, pontuou e ficou com a medalha de bronze o Grand Slam de Brasília.

 

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Judô