Siga o OTD

Basquete

Mãe de Kamilla Cardoso se emociona: ‘Coração sai pela boca’

Kamilla Cardoso tem mãe, irmã e antigo técnico na torcida pela primeira vez na vida no pré-olímpico em Belém

(Foto: Caio Poltronieri)

Kamilla Cardoso chegou à Belém do Pará com uma missão: ajudar o Brasil a conquistar a vaga olímpica em Paris 2024. Mas para além disso, a estreia contra a Austrália marcou a primeira vez que a família da pivô assistiu ela jogar profissionalmente. Antes do pré-olímpico, eles só haviam visto Kamilla jogar na época de colégio.

“Coração saindo pela boca”, contou a mãe Janete Soares antes da estreia. A família viajou quase dois dias de Montes Claros para acompanhar os três jogos em Belém do Pará e está animada para a competição. “To toda arrepiada, tremendo, to emocionada, to muito feliz”, falou Jéssica Silva, a irmã da pivô. As duas gritaram muito quando a jogadora entrou com o resto do time para o aquecimento antes do jogo e seguiram incentivando sempre ao longo da partida.

“Elas são minha inspiração, eu to muito orgulhosa. Essa é a primeira vez que elas estão me vendo jogar profissionalmente depois que fui para os EUA. Então, fico muito feliz de ter elas aqui”, revelou a pivô após derrota em jogo equilibrado contra a Austrália.

Primeiro treinador de Kamilla vem a Belém para incentivar cria

Treinador Rogério Santana e mãe Janete Soares assistem jogo oficial de Kamilla Cardoso pela primeira vez na vida. (Foto: Caio Poltronieri)

Além de Janete e Jéssica, o primeiro treinador de Kamilla, Rogério Santana, também compareceu ao jogo contra Austrália. Para ele, é um orgulho ver uma de suas alunas chegar onde Kamilla está, e é apenas o começo de uma jornada longa na carreira da jogadora. “É uma realização de um sonho, lembrar lá atrás de todo o esforço, ela jogando em Jogo Escolares, Jogos Regionais. A gente nunca sabe qual vai ser o limite. Agora em maio ela vai ser draftada pela WNBA e vai atingir a primeira parte da carreira dela, que tá entre as melhores do mundo”, falou o antigo treinadro de Kamilla.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Agora o Brasil volta a quadra no sábado, dia 10, contra a Sérvia, que também perdeu a estreia para a Alemanha por 73 a 66. Ambas as equipes procuram vencer para seguir sonhando vaga olímpica em Paris-2024.

Formada em Jornalismo pela Unesp-Bauru, participou da Rio-2016 como voluntária, cobriu a Olimpíada de Tóquio-2020 pelo Olimpíada Todo Dia e hoje coordena as Redes Sociais do OTD.

Mais em Basquete